Cerca de 250 pessoas participaram nas “Jornadas Inclusivas de Viseu”

Jornadas Inclusivas de Viseu

“Jornadas Inclusivas de Viseu” envolveram utentes de instituições de apoio às pessoas com deficiência e alunos com necessidades educativas e deficiência.

A iniciativa decorreu nos dias 2 e 3 de dezembro, no Pavilhão Gimnodesportivo do Instituto Politécnico de Viseu (IPV), com organização da associação Invictus Viseu e do Departamento de Ciências do Desporto e Motricidade da Escola Superior de Educação de Viseu.

“Não é só um problema de quem tem a limitação que coloca em causa a sua funcionalidade e estas tarefas foram construídas para incluir e fazer sentir eficaz em ambiente público toda a pessoa”, referiu Abel Figueiredo, docente do IPV e presidente da Invictus.

Para José Lourenço, presidente do Comité Paralímpico de Portugal, “não é a pessoa com limitação que se tem de adaptar” e iniciativas como as ‘Jornadas Inclusivas’ mudam o estigma de as pessoas com a diferença.”

José Lourenço realçou, ainda, que é necessário incluir pessoas com deficiência, e não juntar, pois “tratar a diferença como igual é descriminar”.

Pela primeira vez as Jornadas Inclusivas de Viseu contaram com a modalidade de Minigolfe, numa parceria Lusogolfe, Minigolfe da Costa Nova e Minigolfe.pt.

Uma atividade “promotora de benefícios biopsicossociais, ao nível de coordenação motora, divertimento, socialização e privilegiar uma competição saudável entre pares”, referiu Nicole Monteiro, diretora técnica da Invictus.

Jornadas Inclusivas de Viseu Jornadas Inclusivas de Viseu Jornadas Inclusivas de Viseu

Para Victor Condeço, diretor da Lusogolfe, esta iniciativa vai de encontro ao foco da empresa portuguesa especializada em Minigolfe, ao promover a inclusão através da prática desportiva.