“Só é possível com o apoio da família e muita dedicação” João Nabais

35
Joao-Nabais-Europeu-de-Minigolfe
© Rádio Vizela

O atual campeão nacional na categoria de homens, João Nabais, conta já com um considerável palmarés. O atleta do Mingolfe Clube de Portugal soma já sete títulos de campeão nacional individual (2001, 2003 e 2004, 2008, 2012, 2016 e 2017) e quatro Taças de Portugal (2013, 2014, 2015 e 2016).

CNI-2017-Podio-Joao-Nabais
Pódio do Campeonato Nacional 2017, Costa Nova

Uma paixão que começou desde cedo

Em declarações ao “Correio da Linha“, jornal regional da zona de Oeiras, João Nabais, médico dentista e jogador de minigolfe, explicou que a sua opção por esta modalidade se deveu ao facto de na sua juventude viver em Algés, perto do antigo campo de minigolfe, situado no jardim do Palácio dos Anjos.

Acrescentou ainda que se juntava a um grupo de amigos para jogar, tendo ficado desde cedo com um gosto especial por este desporto, do qual continua a gostar ao fim de 30 anos.

A dificuldade na captação de jovens jogadores na região

Tendo o maior número de praticantes na zona norte do país, o minigolfe apenas tem a sul o Minigolfe Clube de Portugal e o Clube ADA Portel, no distrito de Évora, que mantém equipas a participar nos campeonatos nacionais.

O atleta de Oeiras acredita que o facto de o campo de minigolfe ter saído do centro de Algés prejudicou a divulgação da modalidade, tornando mais difícil captar jovens jogadores nesta região.

É necessário investimento por parte dos atletas e muita dedicação 

Apesar dos campeonatos nacionais percorrerem de norte a sul o país nos diversos campos existentes, o que traz alguns problemas em termos de custos, já que os clubes mais pequenos não têm condições para financiar totalmente estas deslocações, João Nabais acredita que com a ajuda que os clubes podem dar e o investimento por parte dos atletas é possível fazer face às despesas.Minigo

Segundo o próprio atleta a conciliação da sua vida profissional com o minigolfe, que lhe exige muitas horas de treino, só é possível com o apoio da família e muita dedicação.